Doença Trofoblástica Gestacional

Escrito por:

Carolina Martins Vieira

Jeancarllo de Sousa Silva

Sandro José Martins

Revisado por: Graziela Zibetti Dal Molin

Doença trofoblástica gestacional é uma condição que envolve a proliferação do tecido placentário no interior do útero. A mola hidatiforme é a forma benigna da doença trofoblástica gestacional. Ela é o resultado de uma fecundação anormal entre o óvulo e o espermatozóide, que dará origem à mola e não a uma gestação habitual. O risco de se tornar uma doença invasora e maligna é de até 20% dos casos, exigindo acompanhamento após o esvaziamento uterino.  A Neoplasia Trofoblástica Gestacional é uma doença invasora e maligna e é considerada a neoplasia mais curável da espécie humana quando tratada em tempo hábil e adequadamente. Diferente do câncer de colo do útero ou de endométrio, a Neoplasia Trofoblástica Gestacional não se origina a partir das células do útero, mas nas células da placenta durante a gravidez.